Rua Dr. Alfredo Ellis, 68b. Bela Vista,

São Paulo – SP. CEP: 01322-050

Telefone: (11) 4171-5368

(11) 95327-8158 (whatsapp)

E-mail: contato@cdhic.org

Inscreva-se para receber nossos conteúdos

© ekloos 2017    |    CDHIC  |    Todos os direitos reservados 

Seminário em Foz do Iguaçu debate migração e criação de políticas públicas na região da Tríplice Fronteira

August 16, 2018

Na quinta-feira, 2, o Centro de Direitos Humanos e Cidadania do Imigrante (CDHIC), em parceria com o Instituto Edésio Passos e apoio do Ministério Público do Trabalho (MPT), realizou em Foz do Iguaçu, no Paraná, o seminário Migração, Refúgio e Direitos Trabalhistas para debater as questões migratórias na região da Tríplice Fronteira.

A Fundação Cultural, em Foz do Iguaçu, lotou de participantes para debater migração e refúgio

 

O auditório da Fundação Cultural, no centro da cidade, ficou lotado de participantes para acompanhar o seminário, que contou com a presença do Secretário de Estado Especial do Trabalho do Paraná, Paulo Cesar Rossi, da Secretária Extraordinária de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade de Foz do Iguaçu, Rosa Maria Jeronymo Lima e representantes do Ministério Público, de universidades federais e organizações sindicais.

 

Paulo Illes fala para plateia durante Seminário Migração, Refúgio e Direitos Trabalhistas

 

Para Paulo Illes, coordenador do CDHIC, "o seminário em Foz do Iguaçu foi muito importante pela posição em que está localizada a cidade, na Tríplice Fronteira, região de trânsito e de destino de imigrantes. Realizar um seminário nesta localidade tem um impacto nacional, na medida em que discutimos a construção de políticas públicas nacionais, estaduais e locais e políticas de combate à exploração dos imigrantes, trabalho escravo, tráfico de pessoas e da defesa das mulheres".

 

Rosa Maria Jeronymo Lima, Secretária Extraordinária de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade de Foz do Iguaçu

 

A secretária municipal de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade, Rosa Jeronymo Lima, também enfatizou a peculiaridade de Foz do Iguaçu, local de trânsito de várias etnias e povos. Reforçou também que é desejo da secretaria, recém-criada no governo municipal, criar um comitê municipal para debater as questões migratórias e começar a discutir a criação de uma política municipal para migrantes na cidade.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

ACOMPANHE 

AS NOTÍCIAS